brasilseguranca.com.br

 »Apresentação

 »Segurança Publica

 »A Arte do Choque

 »Segurança Sem Fronteiras

 »Segurança empresarial

 »Valorização Policial
 »Evite um crime
 »Comportamento
 »Segurança Pessoal
 »Transito
 »Seguranca eleitoral
 »Cristo e Tiradentes/sentenças
 »Sua opinião
 »Forum
 »Contato & Autor
 »Patrocine
 
 

Receba nosso News

InscreveSai da lista

 

 

A arte do choque
Manifestações pacíficas populares de classe são constitucionais, assim como são os outros direitos de todos e a ação legal da polícia. Protestar é uma arte democrática e legítima, enquanto pacífica. Qualquer atividade da Polícia de Choque carece de moderação, informação, planejamento, isenção, não reação e treinamento adequado. A ordem pública é uma responsabilidade comum. A persuasão deve preceder a dissuasão. É preferível a força do convencimento, do que o convencimento da força. As causas e os resultados das inquietações populares devem servir para o aperfeiçoamento da máquina estatal e nunca podem ser tomados como provocações para que o poder não se envolva, devendo manter-se eqüidistante, enquanto necessário. Leia mais...

Via Expressa um fator antiviolência.

Via Expressa, uma estrada de suporte da segurança. O nome já está em todas as principais cidades e a população conhece os seus benefícios no tráfego. No elenco de medidas que possam contribuir para aliviar a violência, na oportunidade, coloca-se um item que nada se relaciona diretamente com o poder de polícia; trata-se de um processo de urbanização das favelas, especialmente, pela construção de grandes avenidas expressas que atravessem áreas controladas pelo crime organizado, e, sinalizadas com estrutura de apoio à segurança pública e implementação de políticas sociais planejadas, tudo como fator de inversão da criminalidade. Leia mais...

Ingredientes do crime

Sem agente do crime ou sem arma não haverá vítima de alguns delitos. Para não acontecer o delito é necessário que se quebre em tempo hábil a cadeia delituosa enquanto em formação, pela supressão de pelo menos um ingrediente; decompor essa cadeia é o início da prevenção.Leia mais...

Segurança na campanha eleitoral

Nenhuma atividade pode prescindir de um adequado esquema de segurança e os políticos durante o exercício das suas campanhas, quaisquer que sejam os cargos postulados, não estão imunes a uma surpreendente violência. A violência está latente em todo lugar, ou se inibe pela prevenção ou ela se manifesta. Todos os programas de uma campanha eleitoral devem ser previamente concebidos para que a segurança mantenha-se avante e assegure o êxito do andamento e conclusão do evento. A segurança praticada também como atividade planejada e acostada aos méritos das informações e do sigilo pode garantir a minimização de episódios desagradáveis, inclusive, inibindo possíveis ações de organizações criminosas.   Leia mais...

Violência & In-segurança

Intangível, porém, perceptível. A violência humana que tem caráter hereditário, não se anula, mas se minimiza, estando sempre latente no homem e na mulher. Mesmo assim, a violência não se mostra como uma atividade plenamente espontânea, a sua ocorrência passa por alguns estágios e carece sempre de outro estímulo para eclodir, ainda que ela esteja em potencial em qualquer ser humano. Como ela está sempre orbitando às mentes, é possível aflorar quando são alinhados os ingredientes da criminalidade, principalmente, com o aparecimento de um agente ativo ou cúmplice de uma ação delituosa. Se não houver autodomínio, isto é, se o indivíduo perdendo o próprio controle, prevalecendo o instinto, às vezes deturpado pelos maus exemplos auferidos, ou se inibe por uma forma de prevenção iminente, ou, ela logo se manifesta, exigindo reparação eficaz. Se o controle da violência é necessário, a promoção da segurança é compulsória. Não é a violência que cresce, é a atividade de segurança que diminui. A violência está nas pessoas, mas, a eclosão depende dos métodos de sua criação ao longo dos anos, do processo de inclusão social, do equilíbrio da concessão dos direitos com a cobrança dos deveres, do ambiente, do momento, das circunstâncias e da in-eficiência dos mecanismos de controle.

Leia mais...

Atirador de elite

As polícias têm muito mais tirocínio e poder do que a limitada capacidade de execução de qualquer exímio atirador de elite treinado para matar e maior articulação do que a possibilidade de atrocidade de qualquer grupo de malfeitor. Aos policiais parece que ainda faltam conhecer o alargamento de suas fronteiras técnicas e legais. Leia mais...

Busca rápida

 
Escreva suas sugestões sobre como melhorar a segurança do país.
As melhores propostas serão encaminhadas diretamente aos órgãos 
competentes além de constar neste site. participe...

seguranca seguranca seguranca segurança segurança segurança,violencia, policia, policia, policia, policia, policia, policia, policia, combate, combate, combate, combate, combate, combate, crimes, crimes, crimes, crimes, crimes, crimes, criminalidade, criminalidade, criminalidade, criminalidade, criminalidade, seguranca,

Copyright© - Brasil Seguranca. Todos os direitos reservados.
Produzido po
r Oceano Digital